top of page
  • Foto do escritorirenegenecco

Nihil

Atualizado: 2 de jan.


Foto de Annie Spratt na Unsplash

A vida não é boneca de pano.

É de carne e sangue

e tem garras que nos dilaceram.

Sei da angústia dos que buscam,

conheço a fome do desamparo,

mergulho fundo

e o vazio me cinge

me enlaça

me sufoca.

Que dizer do grito no fundo dos teus olhos?

Ai, o medo me encolhe

de volta à segurança do escuro.

Quero dormir profundamente,

cesse todo o som.

Perdure ainda por um instante

a cantiga de ninar

e depois o nada,

o esquecimento só.

Parede e porta

chão e teto delimitando abrigos

e a alma um ponto escuro

saltando órbitas

numa espiral atômica.



































































































Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page