top of page

Meus Livros

Você pode, além de adquirir meus livros que lhe interessarem, acompanhar aqui minha caminhada literária

 

Sou apaixonada por explorar os caminhos além da margem do mundo.

Música, Filosofia, estudos, leituras e viagens são minhas fontes de inspiração.

Minha busca incessante pelo autoconhecimento me leva ao caminho da espiritualidade e da metafísica. Sou observadora, sonhadora e questionadora.

Meus textos nascem da fusão entre leituras e estudos e me levam a imaginar e criar narrativas que despertam a imaginação e tocam os corações.

Bem-vindo ao meu universo literário, onde palavras e sabedoria se encontram, e a imaginação nos leva a novos horizontes.

WhatsApp Image 2024-01-12 at 16.35.43.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 16.35.44 (2).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 16.35.44 (3).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 17.49.54.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 17.49.54 (1).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 18.13.12.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 18.03.02.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 18.06.37.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 18.10.48.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 18.09.29.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 18.22.46.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 18.26.46.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 19.47.01.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 19.47.03.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 19.47.04 (2).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 19.47.02.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 19.47.02 (1).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 19.47.02 (2).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 19.47.03 (1).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 19.47.03 (2).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 22.18.54.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 19.47.04 (1).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 19.47.05.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 19.47.05 (1).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 22.16.56.jpeg
WhatsApp Image 2023-06-14 at 21.15.24.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 21.28.49.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 21.28.50.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 21.28.51.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 21.28.51 (1).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 21.28.51 (2).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 21.28.52.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 21.28.52 (1).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 21.28.52 (2).jpeg

"Um olhar para além do cotidiano - Contos Urbanos e Outros Que Tais" é um convite a olhar simultaneamente para fora e para dentro de si mesmo, no concreto e no abstrato do dia a dia. Este além do cotidiano ressalta a fusão de dimensões, de onde emerge a compreensão plena da expressão somos todos um, já um tanto desgastada e mal compreendida na busca da espiritualidade. Compreender que o bem é universal e que todos o buscam e o merecem, talvez, seja a chave que nos habilite a adentrarmos no reino da harmonia, do amor e da paz. Aguçar nosso olhar para o que realmente importa talvez seja a senha que nos dê passagem a uma nova realidade. Imaginar ajuda a navegar no oceano virtual dos pensamentos, onde o livro constitui-se num fabuloso veículo. Refletir, a bombordo ou a estibordo, é nossa bússola.  Contos urbanos & outros que tais, subtítulo de extensão ao conteúdo do livro, desvelam situações corriqueiras no mundo fantástico das ideias, levando a algumas reflexões sobre o sentido da vida. O conto Estação do tempo conecta escritor e leitor num encontro de sensibilidade amorosa atemporal, impessoal e profunda. A narrativa dos textos compõe um misto de realidade transcendida em sonhos e ficção, abstrações e até mesmo alguma loucura, no solo fértil da inspiração em vivências humanas. Links de músicas consoantes com o enredo, sintonizados à emoção vivida na leitura, constituem-se num diferencial em textos literários. Contos e crônicas se desenrolam num cenário urbano que surpreende pela simplicidade que nos leva muitas vezes ao escape da banalidade, quando descobrimos verdadeiros tesouros no que de mais profundo nos reveste a alma. Uma fecundação aleatória numa poeira cósmica de Netuno, um conturbado estado de espírito de uma adolescente adotada e uma obstinada busca da verdade sobre Deus e o homem, numa imersão xamã, são temas de três contos, entre outros, onde a metafísica ganha seu espaço. Nesta navegação intrépida e às vezes um tanto turbulenta, O mundo no fundo do meu pátio é um porto seguro para sua alma aportar.

(Previsão de lançamento oficial na Feira do Livro em Porto Alegre -Outubro/novembro 2023

(Links de venda disponíveis ao lado)

Destaque em Portal

WhatsApp Image 2023-07-30 at 21.23.52.jpeg
WhatsApp Image 2023-07-30 at 21.23.13.jpeg
WhatsApp Image 2023-07-30 at 21.22.45.jpeg

Entrevista com Press LC 

WhatsApp Image 2023-07-31 at 00.12.44.jpeg
WhatsApp Image 2023-07-31 at 00.12.44 (1).jpeg
WhatsApp Image 2023-07-31 at 00.12.44 (2).jpeg
WhatsApp Image 2023-07-31 at 00.12.45.jpeg
WhatsApp Image 2023-07-31 at 00.12.45 (1).jpeg

Destaque em jornais e Portais nacionais

WhatsApp Image 2023-06-30 at 14.30.31.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 22.49.24.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 23.03.44.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 23.05.03.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 23.11.20.jpeg
WhatsApp Image 2023-06-30 at 14.19.01.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 22.47.05.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 23.07.22.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 23.08.50.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-11 at 23.10.13.jpeg

Crescendo para relatos extraordinários, diferentes da literatura transcendental a que tive sempre curiosidade e apreço, nos quais nunca li nada parecido, esteve, para mim, o livro de Irene Genecco. [...] Uma mulher emocional, instintiva, pode-se dizer intensamente espiritualizada e mediúnica, além do pensamento comum da humanidade. É rica em insights e contém episódios envolventes e reveladores da força e do poder, quando se fala em construir a partir do zero, uma vida. Sem dúvida, é uma obra inspiracional, que se desenvolve a partir de uma criança que se vê só no mundo. É a história de uma busca incessante, como que dentro de um caleidoscópio. Ela começa com um poema e, com outro, conclui, na última página. Em meio a essas duas molduras poéticas, desenvolve-se a história, numa prosa muitas vezes triste e, por outras, intercalada com belíssimas incursões pelo mundo desconhecido que se revela, dessa feita, com episódios de caminhos espirituais refrescantes, como um elixir a ser sorvido, a fim de preparar-se para a inevitável continuidade. Além do mais, as passagens registradas nos chamam à estranheza benéfica. Para quem gosta de ler, acumular conhecimentos e experiências vividas por outrem, é exemplo de vida em resiliência, que pode levar a grandes vitórias. Como leitora e produtora de livros, constatei a maior manifestação de empatia com as artes, o belo e o bem comum. Uma história cósmica que desvenda o desconhecido; que nos insta a pensar e buscar aquilo que almejamos. Tudo que ela escreveu veio do seu mais íntimo vivenciar em seres de muitas dimensões. [...] Somente alguém de alto preparo mental, poderia sair-se bem em vivências de tal profundidade, onde tudo vem à tona. Há muitos livros semelhantes, em parte, mas nenhum dos que conheci me despertou tanta admiração e entusiasmo. [...] Há, entretanto, coisas que não puderam ser reveladas, mercê de sua responsabilidade e do controle de todos os atores espirituais, ou não, que com ela caminharam nessa regressão. Não há aqui, neste livro, a pretensão de esgotar o tema. [...] Não há nada cronológico ou em tempo determinado. Ela andou por mundos onde não existem relógios e, assim sendo, poderemos citar tempos determinados, somente ao considerar a exceção daquelas três horas relatadas na Regressão, de um total de sete horas de vivências. Estas foram, para as nossas medidas de tempo e espaço, as únicas referências materiais a considerar. [...]  Concluo, dizendo, sem querer exagerar, apesar de empolgada, que nunca li nada igual e, por intuição, de que: Você nunca leu nada igual.

(Prefácio parcial de Luciana Carrero, produtora Cultural, registro 3523 na Secretaria da Cultura do RS)

(Lançado na Feira do Livro em Porto Alegre - 2022-Links de venda ao lado)

Synopsis Since the most remote antiquity, when gods dwelled among us, there has been talk of bringing to light what lies in darkness. This is the secret of divine creation. Let there be light! And light was made. Irene walks in these paths of creation. Her book, "In the World of Fiction," follows the same steps as the primordial creation. In darkness, she sought the light, for herself and the world. Accounts of experiences in Past Life Regression, Quantum Leap, Astral Travel, and Experiments with Ayahuasca. It's not an academic report, in technical language, but experiential, in a literary manner. They are experienced in the quest for self-knowledge, where fiction and reality vie for primacy. Do you capture the real or the unreal, guided by your inspired imagination and provoked by the author's experiences? Is there hope for curing the supposedly congenital alienation of human consciousness about itself? How do we distinguish fiction and reality in a chaotic human sense? In this mental game, for a perfect execution, everything must seem real. And this appearance is the father of all anxieties, insecurities, fears, false fulfillment, and every futile quest for truth. How to uncover one’s authentic self-amidst life’s mysteries? Is there a map inscribed among the stars? There's a primal challenge, the greatest of all, to unravel the ignorance about our nature. Who am I? Where do I come from? Where am I headed? Facing this challenge, delving into this obscure scenario, and 3 treading upon this ground of damp and slippery earth, is the theme of this book of narratives about alternative experiments seeking healing.

Vamos dialogar -EBOOK vol II-1.jpf
Comprar o Livro

Nesta Edição de 2023, volume II está o meu artigo:

GESTÃO DEMOCRÁTICA ESCOLAR - PERCURSOS E PERCALÇOS

 

Este artigo está focado nos processos de construção de uma gestão
escolar democrática no ensino público, em meio a incongruências e
inconsistências entre o discurso legislado e a prática gestora. Tem por objetivos
refletir sobre a complexidade do processo de Gestão Democrática na Escola, e
considerar sua relevância, para a construção de uma sociedade mais justa.
Apresenta uma breve contextualização de organização, e a seguir volta-se para a
organização escolar, objeto desta recolha, analisando e refletindo sobre o
paradigma gerencial que atua no cenário atual da educação. Aborda (pontuando
Portugal e Brasil) questões pertinentes, dentro da complexidade intrínseca de
gerir uma escola, tal qual as características deste processo entre atores envolvidos
e suas relações com o discurso político legislado e a apropriação e entendimento
efetivos, traduzidos na prática resultante deste cenário globalizado. Analisa
relações entre política e poder, como questão de base no processo de Gestão
Escolar, e também o processo de construção da democratização dos processos
educativos, rumo a uma sociedade mais equitativa e justa, nos princípios de uma
Gestão democrática.

continue lendo aqui na página 252

Âncora 1
Vamos dialogar - ebook vol III-1.jpf
Comprar o Livro

Nesta Edição de 2023, volume III, está o meu artigo:

RACISMO E A EDUCAÇÃO COMO INSTRUMENTO DO BOM COMBATE

O presente trabalho está voltado para o tema racismo, complexo e atual,
a nível global e local. O campo de análise pontua o racismo étnico e de cor na
Europa, marcadamente em suas questões de imigração, e desenvolve-se num
âmbito mais detalhado quanto ao racismo no Brasil, no seu contexto histórico
escravagista, e contexto atual, quanto a grupos ativistas de enfrentamento ao
racismo, a e políticas públicas inclusivas, voltadas para a equidade em educação.

A Unidade Curricular a que se destina este estudo (Multiculturalismo) justifica a
abordagem deste tema, pois caracteriza-se pela construção de um processo
reflexivo e crítico, em questões de diferenças sócio culturais entre os povos,
nações, grupos e etnias, tendo como fundamento a égide do respeito às diferenças.
O foco conducente ao desenvolvimento do tema é a Educação, como fator
fundamental de conscientização da sociedade, a respeito de comportamentos
preconceituosos, excludentes e discriminatórios, geradores de conflitos quanto à
desigualdade social resultante, nas diferentes culturas. Objetiva-se assim refletir,
discutir e avaliar criticamente o racismo, tendo na Educação seu suporte válido,
no intuito de despertar-nos para a necessidade premente de buscar equidade e
justiça social entre os sujeitos.

continue lendo aqui na página 78

WhatsApp Image 2024-01-12 at 16.54.11.jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 16.54.11 (1).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 16.54.11 (2).jpeg
WhatsApp Image 2024-01-12 at 16.58.07.jpeg

Lançamento Antologia Scortecci

WhatsApp Image 2023-07-24 at 20.44.26.jpeg
WhatsApp Image 2023-07-24 at 20.31.49.jpeg

 

Estou nesta Edição com dois contos. Este livro comemora:

Edição especial de aniversário de 40 anos da Scortecci.

Edição de participação na 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo 2022

Edição comemorativa dos 100 anos da Semana da Arte Moderna 2022

Interesse em adquirir exemplar, no endereço do site abaixo

 

 

Participei desta Edição, em 2015, com um conto.

Interesse em adquirir exemplar, contato no endereço do site abaixo

 

WhatsApp Image 2023-05-23 at 20.38.57.jpeg

Abaixo, publicação no informativo do Banco, onde trabalhei por 35 anos. Divulgação, em 2011, de minha participação no livro de comemoração dos 40 anos da UniRitter. Noutro momento, em 2014, meu trabalho se faz presente, junto a outros colegas, na primeira mostra literária da Empresa.  

WhatsApp Image 2023-05-23 at 21.14.03.jpeg
WhatsApp Image 2023-05-23 at 20.39.15.jpeg

 

Nesta Edição, em 2009, contribuo com um poema e um conto.

Interesse em adquirir exemplar, contato no endereço dos sites abaixo

 

 

Participei desta Edição, em 2008, com um poema e uma crônica.

Interesse em adquirir exemplar, contato no endereço do sites abaixo

 

 

Neste livro, edição 2009, participo com uma crônica.

Este é meu primeiro livro de poesias, como autora independente, impresso na Gráfica Continente, em Florianópolis, 2008.  Organizado e revisado por mim, com designer de capa feito pela  minha filha Laura Cristina Mattos, e algumas ilustrações internas, feitas  pelo meu sobrinho Cássio Stein. Fiz uma tiragem pequena, já esgotada, e o lançamento foi no espaço social do meu trabalho. Fui convidada para entrevista na TV local, e tive  anúncio nos jornais sobre meu livro. 

 

WhatsApp Image 2023-05-23 at 20.38.34.jpeg

Quando as folhas Caem – Coletânea poesias e contos - Janeiro de 1985

Este, por ser meu primeiro livro publicado em primeira coletânea, merece uma especial menção. A produção do livro para publicação, como acontece ainda hoje, enfrentou muito desafios, pela falta de recursos próprios e investimento na literatura. Confesso que não lembro como me integrei nesta coletânea, pois na época não havia Instagram, Facebook, WhatsApp, nem sequer internet. 

Foi uma produção bem simples, conduzida pelos organizadores (quase que artesanal, pois os textos foram datilografados, e não diagramados). Tenho um único e último exemplar, por isto fotografei, mais no intuito de preservar a obra, agora virtualmente, além de partilhar meus sentimentos de embevecimento na Arte de escrever, que já de mim começava a despontar. 

Eu tinha então 35 anos, com escrita engavetada por aproximados 10 anos, já! Minha inspiração, não me perguntem como, acontecia em intervalos entre 4 filhos, naquela época então de 5 a 18 anos, trabalhar fora 8 horas, manter uma casa de pé e resgatar sentimentos de esperança e fé na vida, acima de tudo. 

Simplesmente fiquei pasma ao ler a crítica sobre meus 8 poemas, feita pelo professor, poeta e crítico  literário Zeferino Paulo Freitas. Ele foi o fundador da Academia Porto Alegrense de Letras – APAL (promotora da edição da coletânea)  e ocupava cargo importante na Universidade do Rio Grande do Sul. Defendia e projetava já, num tempo em que ninguém jamais suspeitava nem falava em ensino à distância,  a universidade Aberta do Rio Grande do Sul. 

Publicou dois livros de poemas. No segundo - Diário de Bordo - ganhou, em parceria com mais duas autoras, o prêmio Olavo Bilac, da Academia Brasileira de Letras. 

Não tive oportunidade de agradecer sua benfazeja crítica aos meus poemas, na época, pois estava atravessando um período de muita turbulência na minha vida. Da mesma forma agradeço ao organizador e coletor deste material todo - Sangar Vidal - que constitui este lindo e significativo livro.

Faço-o hoje, apenas com 38 anos de atraso! Tal iniciativa, junto às palavras do professor Zeferino Paulo Freitas, foram o alicerce de minhas esperanças na literatura, por pelo menos mais 23 anos, quando então lancei, como autora independente, meu primeiro livro solo de poesias – Inquietude.  

Em 1985, quando tive meu primeiro livro publicado em coletânea, houve um concurso Literário, na empresa onde trabalhava, e fui contemplada nas 3 categorias, conto, crônica e poesia.

thom-milkovic-FTNGfpYCpGM-unsplash.jpg
WhatsApp Image 2023-05-23 at 21.47.19.jpeg
WhatsApp Image 2023-05-23 at 21.49.46.jpeg
bottom of page