top of page
  • Foto do escritorirenegenecco

Sobre o Título e sobre o propósito do site

Atualizado: 21 de jun. de 2023


Sobre o “além”

A palavra "além" carrega em si significados importantes, que levam a pensar sobre questões essenciais da vida, incluindo o tempo e o espaço. A expressão "além da margem do mundo", sugere a ideia de que existe um lugar desconhecido e inexplorado que fica adiante da margem do mundo conhecido. Isto nos inspira e nos convoca à auto superação. É importante despertar a vontade de se transformar e de nunca se conformar com uma vida imposta apenas por deveres. Por vezes o dever pode ser um meio para preservar-nos do mal, quando voltado para a prática do bem, além do ego, além do benefício apenas dos interesses próprios. Mas a palavra “dever” parece carregar em si mesma uma sensação de desconforto, de obrigação, e a liberdade que constitui nossa natureza rejeita esta ideia, no seu senso mal compreendido.


É a disciplina na busca pelo melhor de si mesmo que nos ordena os pensamentos e atos e nos purifica da preguiça e da procrastinação. Pensar em ir além nos ínsita a refletir sobre nossas limitações e sobre como podemos ultrapassá-las, ou nos harmonizar com elas. O tempo é marcado por duas dimensões, a física e a psicológica. O tempo físico é uma medida objetiva, dada em minutos, horas, dias, anos, na passagem dos acontecimentos, enquanto o tempo psicológico é a percepção subjetiva destes fatos que se sucedem.


Psicologicamente somos marcados por momentos de aflições e momentos de calmarias. Muitas vezes nos sentimos aprisionados em uma busca incessante pelo melhor, que sempre parece estar além do que alcançamos. Quando caminhamos numa larga planície, o horizonte é um exemplo disso. Parece estar sempre ao nosso alcance, mas é uma miragem. Apesar disto prosseguimos caminhando, impulsionados a ir além do que é simplesmente dado em uma vida de afazeres, numa mente que muitas vezes se apega a pequenas rotinas e obrigações que nos impomos ou que nos são impostas. Para os que perguntam o que é o bem e o que é o mal, é recomendável antever as possíveis consequências de nossas escolhas. Precisamos considerar o alcance dos benefícios, ou desastres causados por nossas ações que derivam apenas do ego pessoal.


Sobre “margem”


A palavra "margem" carrega consigo a ideia de limite, fronteira, algo que nos delimita e nos impõe uma barreira. Quando dizemos "além da margem do mundo", estamos indicando que há um ponto que ultrapassa os limites do conhecido, e que está além do que já foi explorado ou desbravado.

Essa metáfora pode ser comparada ao fim de uma turbulência de águas num oceano ou num grande rio, onde a mansidão que se avista ao longe pode representar o desconhecido, o inexplorado, mas que está além do que é familiar e seguro. Por outro lado, também podemos comparar a margem do mundo com o começo de uma grande viagem, onde somos obrigados a aprender a navegar, a enfrentar novos desafios e a explorar novos horizontes. Ao ultrapassarmos a margem do mundo, nos permitimos experimentar o novo e o desconhecido, o que pode ser ao mesmo tempo assustador e emocionante. Essa margem desafia a nos aventurarmos em águas desconhecidas e a explorar novos mundos. É um convite para sairmos da nossa zona de conforto e para nos lançarmos em busca dos nossos sonhos.


Quanto ao mundo


Há um mundo interno, um tanto obscuro para nós mesmos, e um mundo externo, por vezes nos mostrando conflitos e aflições que nos inquietam. Por outro lado, a inquietude nos move em busca do que nos satisfaça plenamente. Nasce uma identidade própria através do aprendizado constante, na busca de um viver mais harmonioso, interna e externamente. Afinal, é o olhar do outro que nos confirma. Ressalto a importância do aprender e do superar-se a si mesmo, nesta relação do nosso interior com o exterior. O mundo é um lugar complexo e desafiador, por vezes cheio de medos, desejos e conflitos que nem sempre entendemos ou sabemos como lidar. . É através da interação com o mundo externo que podemos nos confirmar e nos descobrir, aprendendo constantemente a lidar com as situações e pessoas que nos cercam.


A jornada da vida é como uma grande viagem, onde somos obrigados a aprender a navegar, seja nas águas turbulentas do nosso mundo interno, seja nas águas não menos turbulentas do mundo externo, onde encontramos uma infinidade de possibilidades. Aprender a navegar exige dedicação, coragem e perseverança, pois nem sempre é fácil enfrentar as tempestades e turbulências que surgem ao longo do caminho. Aprender e superar-se é uma jornada constante, que nos leva a um viver mais harmonioso. É importante valorizarmos tanto o mundo interno quanto o mundo externo, aprendendo a lidar com eles de forma equilibrada e consciente. Somente assim seremos capazes de nos transformar e de nos desenvolver plenamente como seres humanos, na perspectiva de um mundo melhor. Este é um espaço nosso, aberto para troca de ideias e sentimentos. Convido a ir além dos limites que nos impomos e buscar um sentido mais profundo para nossas vidas. Mantendo essa ideia em mente, podemos nos esforçar para alcançar o que está além do que já conhecemos.



Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page