top of page
  • Foto do escritorirenegenecco

Árvore da vida

Atualizado: 30 de dez. de 2023


Nasceu assim

sem que eu visse a semeadura,

brotou de insuspeitado vigor

e fez-se flor,

enchendo as valas,

cobrindo os montes.

Embebeu-se no meu plasma,

criou raízes,

desfolhou pétalas carnudas

no meu solo ressequido

e me fiz fértil.

Acreditei no impossível

de refletir luz própria,

emprenhei,

frutifiquei.

Ah, inferno de ser dona de mim!

Onde o pecado que me esconde,

onde o escudo da culpa?

Às escuras,

nas trevas do meu sono

alguém sulcou a terra e

semeou o grão.

Hoje é grito despudorado

explodindo em ramos coloridos,

me dizendo

eu posso!



Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note
bottom of page